Cursos técnicos aproximam jovens do mercado de trabalho | Cursos SENAI RIO

Blog

Para quem planeja retomar os estudos e conseguir um emprego, investir num curso técnico em 2019 pode ser um caminho mais rápido para o mercado de trabalho. Com duração média de um ano e meio, focado em competências e voltado para a realidade das indústrias, a preparação técnica da Firjan SENAI agrega um diferencial competitivo ao currículo dos profissionais formados pela instituição.

Samuel Barbosa, técnico de Automação de Processos na Ambev, conquistou o emprego após ver o anúncio no mural da Firjan SENAI e enviar seu currículo para a empresa. “A formação foi muito importante, principalmente por causa do projeto final voltado ao mercado de trabalho, em que montamos uma planta de robótica”, conta o ex-aluno do curso técnico em Automação Industrial.

Para Barbosa, o curso foi um primeiro passo para o desenvolvimento profissional. “No emprego atual, aprendi a falar inglês e tenho relação com diversos países, o que me possibilita um networking muito bom. A Firjan SENAI sempre me apoiou, e meus planos são continuar trabalhando na área e ir me aperfeiçoando mais”, afirma. Atualmente, ele cursa a faculdade de Engenharia de Controle e Automação.

Além dos salários atrativos – segundo dados do Ministério do Trabalho, a remuneração média na área de Automação no estado do Rio é em torno de R$ 7 mil –, as formações em Automação Industrial e Mecatrônica da Firjan SENAI se destacam por estarem alinhadas aos desafios das indústrias de hoje e do futuro. “Um dos diferenciais dos cursos é o alinhamento com a necessidade do mercado, formando profissionais preparados tecnicamente e familiarizados com as novas tecnologias da Indústria 4.0”, ressalta Allan Mendonça, especialista técnico do Instituto SENAI de Tecnologia Automação e Simulação da Firjan SENAI. 

Inscrições abertas

A partir de 2019, o ingresso nos cursos técnicos será semestral. As inscrições já estão abertas. Até 04/02, quem se matricular ganha 10% de desconto. Alunos e ex-alunos da Firjan SENAI, além de estudantes das Escolas Firjan SESI, têm 10% de desconto cumulativo.

Os cursos contam com professores qualificados, modernos laboratórios e equipamentos que reproduzem o ambiente de trabalho. O destaque vai para o FabLab, um espaço voltado para educação profissional, onde os alunos são estimulados a desenvolver projetos considerando todo o processo produtivo para a construção de soluções industriais. “Tive a chance de conhecer equipamentos que normalmente eu não encontraria em outras escolas”, ressalta João Vitor Trotman, técnico operador que também trabalha na Ambev, formado em Mecatrônica pela instituição.

As novas turmas para o curso técnico em Automação Industrial estão distribuídas entre os municípios de Barra Mansa, Campos, Duque de Caxias, Itaguaí, Macaé, Niterói, São Gonçalo, Três Rios e na capital, nas unidades de Jacarepaguá e no Instituto SENAI de Tecnologia Automação e Simulação, em Benfica. O curso técnico em Mecatrônica conta com turmas nas unidades de Nova Friburgo, Resende e do IST Automação e Simulação. Confira a relação completa

Robótica é tendência nas indústrias

A utilização de robôs nos processos produtivos é uma tendência mundial, seja para tarefas repetitivas ou em ambientes com alto risco para o trabalhador. De acordo com o estudo da Agência Brasil, o número de robôs em operação em todo mundo em 2018 chegou a 1,8 milhão de unidades e a projeção é de chegar a três milhões até 2020.

O curso técnico em Mecatrônica da Firjan SENAI reúne diversas competências, como mecânica, elétrica, eletrônica, automação e robótica. “O profissional sai preparado para otimização de projetos e manutenção das células ou sistemas de manufatura, trabalhando com as tecnologias habilitadoras da indústria 4.0, como machine learning, cloud, big data, internet das coisas (IoT), entre outras”, destaca Allan Mendonça.

Já o curso técnico em Automação da Firjan SENAI é focado em controle de processos, com o objetivo de obter padrões e desempenhos desejados através das medições realizadas por sensores e instrumentos. “A automatização está presente em nosso cotidiano, desde num simples elevador de um prédio até nos satélites de comunicação”, pontua o especialista da Firjan SENAI. O profissional de automação é responsável pela certificação desses controles, independentemente do processo, seja em uma indústria farmoquímica, refinarias, alimentos e bebidas, metalúrgicas etc.

Foto: Paula Johas