Serratec e Firjan SENAI formam 66 profissionais para o setor de tecnologia | Cursos SENAI RIO

Blog

O Serratec — Parque Tecnológico da Região Serrana —, realizou na segunda-feira (27) no auditório da FMP/Fase em Petrópolis, a formatura da primeira turma da Residência de Software, desenvolvido em parceria com a Firjan SENAI. Ao todo, 66 alunos foram qualificados em desenvolvimento web e de softwares, mão de obra que será absorvida pelas indústrias de tecnologia da região.

O modelo é similar ao adotado nas faculdades de medicina, onde há imersão total dos alunos nas empresas, possibilitando que eles tenham conhecimento teórico e prático, solucionem problemas reais e adquiram experiência profissional ainda durante a formação. Foram 4 meses de aulas e 500 horas de conteúdo básicos e específicos, como algoritmos, JavaScript, C# e Angular. Na busca pela melhor performance, os estudantes também participaram de aulas de inglês técnico e sessões de mentoria e coaching.

Durante a cerimônia de entrega dos certificados, o presidente do Serratec, Marcelo Carius, destacou a sinergia entre os diversos parceiros para a realização do programa. “É uma conquista que precisa ser comemorada. A formatura da primeira turma representa um importante marco no esforço de transformar a Região Serrana em um grande Parque Tecnológico. Estamos dando novas possibilidades de carreira a 66 pessoas e às empresas que terão profissionais competentes e treinados dentro das exigências do mercado”, afirmou.

O presidente da Firjan Serrana, Júlio Talon, destacou a atuação da Firjan SENAI na formação dos profissionais e disse estar esperançoso com as novas possibilidades de crescimento econômico. “Há décadas o País sofre com a desindustrialização, então ver um programa tão bem pensando como este que une todas as pontas soltas, nos dá esperança na retomada da economia, principalmente na nossa região. É a possibilidade de mais inovação e mais competitividade para nossas empresas de tecnologia”, disse Talon.

A formação de trabalhadores é um dos pilares da iniciativa Serratec para aumentar os resultados positivos do setor de TI na Serra. Apenas na primeira rodada de contratações, dos 66 profissionais, 35 já foram contratados pelas empresas patrocinadoras do programa.

Estudantes comemoram formação

Um dos contratados, Hudson Ferreira Nunes, 33 anos, está feliz com a possibilidade de iniciar nova carreira profissional. “A crise econômica me levou a demissão da Construção Civil. Foi preciso me afastar da família para ter dedicação integral ao curso. Agora, com final feliz, poderei recomeçar minha vida profissional perto da família e seguir me qualificando para desafios ainda maiores”, comemorou.

Mais velho entre os formandos, Miguel Luiz Martins, 59 anos, mostra a empolgação de um iniciante. “Apesar de ter um bom currículo e passagem por boas empresas, o tempo e o avanço tecnológico me tornaram dispensável para o mercado. Entendi que precisava evoluir para continuar tendo oportunidades e estou muito animado com as perspectivas”, contou.

O projeto que tem ainda a participação do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), Sinditec (Sindicato das Indústrias Eletrônicas), Faeterj, Faetec, Governo do Estado do Rio e prefeituras de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo tem o objetivo de ampliar os resultados do setor de tecnologia na região. As metas até 2021 são para a abertura de 10 empresas, 360 postos de trabalho e faturamento de R$ 715 milhões, além de 630 novos desenvolvedores.

Apesar do pouco tempo em execução, o projeto já serve de exemplo para outras regiões, segundo o presidente do Sinditec (Sindicato das Indústrias Eletrônicas) Felipe Méier. “Fui procurado por associações de outras regiões para formatarmos projetos iguais a este. O sucesso do Serratec e da Residência Sotfware é elogiado por todos e servirá de exemplo para o desenvolvimento de mão de obra em outros locais”, garantiu Meier.

Inscrições abertas

Este ano, Teresópolis e Nova Friburgo também receberão turmas do Programa de Residência de Software. Serão duas turmas por semestre com 70 vagas cada. Em Petrópolis e Teresópolis as inscrições já estão abertas e podem ser feitas até 31 de março (http://serratec.org/residencia-de-software). No segundo semestre será a vez de Nova Friburgo. Mais de 3 mil pessoas já se inscreveram para participar do processo de seleção que será composto por prova online, presencial e entrevista.

Foto: divulgação Serratec / Rafaela Mello